Buscar
  • Veronica Gonçalves

Síndrome do esgotamento profissional

Síndrome de Burnout, também conhecida como Síndrome do Esgotamento profissional significa um estado de exaustão vital e é uma doença relacionada ao ambiente profissional.Isso ocorre quando as situações no local de trabalho, não é, ou não foram bem gerenciadas. É um sentimento de exaustão ou esgotamento de energia, no ambiente de trabalho, que claro, começa a se estender para outros âmbitos e situações sociais.

Essa síndrome é mais comum em profissões, que exigem contato direto com as pessoas, como professores, enfermeiros, médicos, motoristas de ônibus... Líderes de empresas, empresários e até mesmo psicólogos... É uma síndrome crônica.

Sentimentos de exaustão

ou esgotamento de energia, aumento do distanciamento mental do próprio trabalho, sentimentos de negativismo ou cinismo relacionados ao próprio trabalho e a redução da eficácia profissional.

Principais sintomas:

> Sentimento de exaustão ou esgotamento de energia.

> Distanciamento mental do próprio trabalho ou sentimento de negativismo relacionados ao trabalho e redução da eficácia profissional.

> Nervosismo, cansaço excessivo, prostração, dor de cabeça frequente,pressão alta,dores musculares, problemas gastrointestinais, alterações nos batimentos cardíacos , alteração do apetite, de humor, dificuldade de concentração, sentimento de fracasso, incompetência e insegurança, negativismo constante e isolamento.

Estresse e Burnout não são sinônimos. A resposta a um estado prolongado de estresse, ocorre pela cronificação de tentar se adaptar a uma situação claramente desconfortável no trabalho.O estresse pode apresentar aspectos positivos e negativos, enquanto o burnout tem sempre um caráter negativo e está relacionado com o mundo do trabalho do indivíduo, com a atividade profissional desgastante exercida.

A pessoa começa a se dedicar intensamente ao trabalho.Há uma negação do problema quando começa a sentir alguns desconfortos. Começa ater uma aversão às reuniões ou coisas relacionadas ao trabalho.Inicia-se uma tristeza intensa, um colapso físico e mental e aí um estado de emergência.

Percebendo alguns desses sintomas, procure um Psicólogo. Ele te dará um diagnóstico embasado em seus estudos e experiência clínica.

O tratamento, além de psicoterápico pode incluir o uso de medicamentos, como antidepressivos e ansiolíticos.Claro que com a opinião de um psiquiatra. O recurso terapêutico começa a dar resultados entre três meses, mas dependendo da situação poderá perdurar por mais tempo.

Atividade física regular e exercícios de relaxamento são indicados para aliviar o estresse e controlar os sintomas da doença.

Verônica Gonçalves

Psicóloga e Psicopedagoga

CRP:05/ 57529








95 visualizações

©2019 by Verônica G. Santos Gonçalves. Proudly created with Wix.com